Páginas

sexta-feira, 12 de junho de 2015

Carro movido a água - A falácia

Resolvi escrever esse post depois de ver inúmeros vídeos circulando pela internet, primeiro de "inventores populares" oferecendo a oportunidade de rodar milhares de quilômetros com o seu automóvel utilizando apenas 1 litro de água. Logo esses videos caseiros viraram matéria de jornais, daqueles bem ruizinhos mesmo, pois como vou mostrar é fácil desmascarar esse charlatanismo. Por fim, já tem gente oferecendo comercialmente os kits de conversão de fácil instalação no seu automóvel.

ÁGUA OU HIDROGÊNIO - O MILAGRE DA HIDRÓLISE - OU AQUELA EXPERIÊNCIA QUE VOCÊ FEZ NA QUINTA-SÉRIE.
Existe uma pequena confusão sobre o tal carro movido a água que algumas pessoas não se dão conta. Apesar de ser abastecido com água, o combustível no caso é o gás Hidrogênio H2, formado por duas moléculas do átomo de Hidrogênio. O gás é obtido fazendo a eletrólise da água, processo no qual ao passar uma corrente elétrica por uma solução aquosa, quebramos a molécula de água em seus componentes básicos Hidrogênio e Oxigênio. É exatamente como aquelas experiências que você fazia na quinta série, utilizando alguns fios, algumas pilhas, tubos de ensaio, água e sal. 

A FALÁCIA.
Para desmascarar de uma vez por todas essa falácia, vou usar como base um vídeo no youtube. Observe nos comentários do vídeo que realmente existem pessoas que acreditam que o feito do cidadão é possível e que quem não acredita ou argumenta contra é considerado "limitado" por achar que as leis da física não podem ser mudadas, blá, blá, blá. Ou ainda aqueles que dizem que essa tecnologia é antiga e todos que de certa forma a reinventam são mortos... conspiração.




Voltando ao vídeo. Perceba que é dito que:
O carro rodou 1.000 km com 1,5 litros de água destilada.

Agora, para efeitos de simplificação das contas, vou assumir que:
1) O Hidrogênio foi obtido DE GRAÇA, nenhum custo financeiro ou energético foi necessário para a sua obtenção.
2) O veículo usado como base será o mesmo do vídeo, que eu identifiquei como sendo um Chery S-18.
3) Não existe atrito, desgaste, forças resistivas ou outras que possam roubar potência, ou seja, toda energia da queima dos combustíveis citados será aproveitada para o MOVIMENTO do veículo e que o gasto de energia para deslocar o veículo é o mesmo independente do combustível utilizado (o que parece bem obvio).


O primeiro ponto que eu vou mostrar é que o rendimento do hidrogênio não é assim tão incrível a ponto de 1 litro de água ser capaz de mover um veículo por uma distância tão grande. Vou mostrar ainda que não é preciso ser um gênio para resolver esse problema, todas os cálculos são resolvidos com regra-de-três.

A QUÍMICA DO PROCESSO.
Não confundir átomos com moléculas. O gás queimado é o gás hidrogênio (H2) que é uma molécula formada por DOIS átomos de hidrogênio.

Uma molécula de água, a famosa H2O tem 1 átomo de oxigênio e 2 átomos de hidrogênio. 
Como a densidade de água é de 1:1 sabemos que 1 litro de água pesa exatamente 1 kg, mas a maior parte da massa que compõe a água se deve ao Oxigênio. Para achar quantas gramas de hidrogênio é possível extrair de um litro de água precisamos fazer algumas contas.
Se você não se lembra do segundo grau, pode consultar o São Google e confirmar que:

1 mol de água pesa 18 gramas (16 g de Oxigênio e 2 g de Hidrogênio)
em 1 litro (1000 gramas) de água teremos 62,5 mols de moléculas o que dá também 62,5 mols de hidrogênio (gás).

O hidrogênio tem massa molecular de 2,02 gramas/mol, logo em 1000 litro de água é possível extrair 125 gramas de H2.

Outro dado tabelado é a energia calorífica do H2 que é de 120.10^6 Joules/kg.
Logo no nosso litro de água, se queimarmos todo o H2 disponível, será possível extrair 15.10^6 Joules.  

Legal, então sabemos agora que em 1 litro de água, podemos extrair no máximo 15.10^6 J de energia (isso sem levar em consideração que foi necessário gastar energia para extrair o hidrogênio da água). Mas será essa quantidade suficiente para mover um carro popular por 1.000 km? para responder essa pergunta e mostrar que tudo é uma farsa, vamos ver alguns dados da gasolina e do veículo.

A GASOLINA
A gasolina tem densidade de 0,73g/L ou seja, 1 litro de gasolina pesam 730 gramas.
Outro dado (tabelado) é a energia calorífica da gasolina que é de 42,5.10^6 J/kg.

Considerando os dados que obtive do Chery S-18, o mais otimista de todos foi o que considerava o consumo do automóvel como sendo de 15,1 km/L de gasolina na estrada.

Com o consumo médio de 15,1 km/L para rodar os 1.000 km seriam necessários 66,22 litros de gasolina. E esse volume de gasolina corresponde a 48,33 kg do combustível (regra de três com a densidade).

Então se 1 kg de gasolina fornecem 42,5 .10^6 J , os 48,33 kg necessários para percorrer os 1.000 km fornecem 2.054,03 .10^6 Joules.

Ou seja, fazendo todas as simplificações possíveis, seria necessário 2.054 .10^6 Joules para mover o carro por 1.000 km, que é uma quantidade de energia bem maior (136 vezes maior) que a fornecida pela queima do hidrogênio presente em 1 litro de água, que como vimos, é de apenas 15 .10^6 Joules.

Além disso, a simplificação 1) diz que não gastamos nada para obter o hidrogênio é a que mais pesa, uma vez que para se extrair o hidrogênio de água, vamos gastar a mesma quantidade de energia que ele vai devolver em sua queima (novamente, desprezando todo tipo de perda, resistência ou atrito.)

OUTROS CASOS:
Se você procurar mais, vai ficar ainda com mais raiva vendo que a quantidade de pessoas que tem propagando essas mentiras. Nesse outro, ainda mais mentiroso, eles vão além e dizem que o carro rodou 2.000 km com menos de 1 litro de água. Não sendo o bastante, ainda chamaram uns calouros de engenharia elétrica, pra corroborar a mentira. É tanta desinformação que reparem o que a repórter fala à partir dos 2:25 min do vídeo.... "...em apenas uma molécula de H2O são várias partículas partículas do gás que se transformam em combustível". Nota-se total desconhecimento de química básica, confundindo termos como partículas (átomos) e moléculas. Como vimos, cada molécula de H20 fornece uma (e não várias) moléculas de H2 que é o combustível.




Conclusão. Não compre kit de conversão seja chines, americano ou brasileiro. Não acredite em quem disse que teve resultado. Não compartilhe tudo que você lê ou escuta sem antes fazer o mínimo de verificação, jornalistas dificilmente sabem algo (principalmente ciência) com o mínimo de profundidade necessária, então como se pode ver pelos vídeos, é muito fácil enganá-los e convence-los a fazer propaganda gratuita de algo que beira o estelionato. Lembre-se a burrice se propaga com uma velocidade muito maior que a sabedoria.

Fontes:
http://www.carrosnaweb.com.br/fichadetalhe.asp?codigo=1213
http://www.antoniolima.web.br.com/arquivos/podercalorifico.htm

3 comentários:

  1. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  2. Playtech Casinos in Arizona 2021 - Dr.MCD
    The herzamanindir best online goyangfc.com casino games at Dr.MCD If you prefer the traditional slot machines, herzamanindir.com/ or prefer games with progressive jackpots, https://sol.edu.kg/ then 도레미시디 출장샵

    ResponderExcluir
  3. Forces of morality and the clergy, and then of regulation, frequently opposed the operation of slot machines. By the time San Francisco banned them in 1909, there have been some three,300 slot machines in the metropolis. In order to circumvent the regulation, Fey and his opponents constructed machines with no coin slots by which purchase and 코인카지노 payout occurred surreptitiously throughout a saloon counter. Soon most slot-machine factories relocated, particularly to Chicago. Knowing the key arithmetic that a slot machine uses to create pseudorandom results isn’t enough to help hackers, though. That’s end result of|as a end result of} the inputs for a PRNG range depending on the temporal state of each machine.

    ResponderExcluir